Persiste...

“Quando eu parava pra falar de você para as pessoas
O porquê da questão era sempre o mesmo
Nunca parei pra analisar melhor a situação
Saía falando e acabou.
Hoje, quando alguém me pergunta de você,
Eu fico calada.
Não sei nem ao menos o que pensar
Reflito sobre todos os fatos
Sobre tudo o que ocorreu
Tudo o que me fez ir
E chego a conclusão de que
Eu não tinha que ir
Fui porque quis
Porque não aguentei esse instante de infelicidade e amargura
Porque fui fraca
E não aguentei tanto peso em mim
Tanta responsabilidade
Fui porque simplesmente desisti de lutar.
Chegando nisso, me senti deprimida
Porque senti uma falta
Uma falta que ainda dói no peito
Ainda assim , na minha cabeça
Persiste o fato de que
Não era amor.
 
(A Sonhadora)

Nenhum comentário

Postar um comentário